Mulher se finge de morta após ser agredida pelo marido no Jd. Bom Retiro, em Sumaré

Uma mulher de 40 anos precisou se fingir de morta para deixar de ser agredida pelo marido, um ajudante de motorista de 50 anos, durante uma briga na residência do casal, que fica no Jardim Bom Retiro, em Sumaré.

O homem teria agredido a esposa por diversas vezes, inclusive batendo a cabeça da vítima contra o chão. Tudo teria começado após o agressor ameaçar estuprar a própria enteada, uma adolescente de apenas 16 anos.

Apesar de as agressões terem acontecido no último sábado (20), a vítima só compareceu à DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) na última segunda-feira (22). Foi emitido um mandado de prisão preventiva para o homem, que foi detido no dia seguinte (23). Por não estar mais em situação de flagrante, ele foi ouvido e liberado, porém a delegada realizou o pedido de prisão que foi expedido pela Justiça no mesmo dia.

De acordo  com informações, a adolescente será ouvida na manhã de hoje (26) para prestar esclarecimentos sobre o caso, visto que em 2017 um caso semelhante envolveu a garota e também terminou em agressões: o mesmo homem foi posto para fora de casa após ser flagrado se masturbando com o sutiã da enteada.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão

Comentários via Facebook