Sequestro de milionário em Hortolândia ganha repercussão nacional

O sequestro e assassinato do vencedor da Mega-Sena, Jonas Lucas Alves Dias, se tornou um assunto de repercussão nacional. O assunto publicado mais cedo pela TV Hortolândia foi reproduzido por equipes da Record, Band, Diário do Nordeste entre outros veículos de comunicação ao redor do país.

O Caso

Um homem de 55 anos identificado como Jonas Lucas Alves Dias, mas popularmente conhecido como Luquinhas, foi sequestrado e espancado até a morte na noite de ontem (13), em Hortolândia.

Luquinhas foi vencedor de uma das edições da Mega-Sena e recebeu o valor de R$ 47,1 milhões há cerca de dois anos, enquanto trabalhava em uma casa lotérica do bairro Jd. Nova Europa, em Campinas.

Segundo informações, os criminosos teriam sequestrado o homem por volta das 8h da manhã, mantido-o como refém e obrigado a vítima a sacar todo o dinheiro de suas contas bancárias. Através de dois saques e uma operação via PIX, os bandidos conseguiram subtrair pouco mais de R$ 20,6 mil.

Outro saque no valor de R$ 3 milhões foi negado pelo banco pois o gerente encontrava-se de férias. Após ser espancado pelos criminosos, Luquinhas foi abandonado em estado grave na alça de acesso da SP-101 à Rodovia dos Bandeirantes, no Jd. São Pedro.

O homem foi resgatado por volta das 14h e encaminhado ao hospital, porém não resistiu aos ferimentos e morreu. O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Americana para realização de exames e determinar a causa da morte.

A Polícia Civil registrou o caso como crime consumado de extorsão (art. 158), onde as agressões contra a vítima levaram-na a óbito. O Cartão Bancário da vítima foi subtraído, mas até o momento ninguém foi preso.

Comentários via Facebook