PF cumpre mandados contra lavagem de dinheiro com criptomoedas em Campinas; movimentações eram bilionárias

A PF (Polícia Federal) cumpriu na manhã de hoje (22) mandados em Campinas contra os crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa envolvendo negociação de criptoativos – criptomoedas ou tokens na blockchain, muito mais difíceis de rastrear do que transações bancárias convencionais.

De acordo com a corporação, os crimes foram apurados entre 2017 e 2021. Além de quatro mandados cumpridos em Campinas, outras 13 cidades foram alvo da operação contra o grupo criminoso, que seria responsável por movimentações bilionárias.

A movimentação e negociação de criptoativos não é crime, porém o grupo utilizava essa técnica para ocultar ganhos ilícitos, configurando o crime de lavagem de dinheiro. De acordo com a PF, foram realizadas remessas de valores para o exterior que ultrapassam R$ 18 bilhões.

Além dos responsáveis por arbitrar a compra e venda dos ativos, cerca de 1.300 empresas de fachada eram utilizadas no esquema de lavagem de dinheiro. Além disso, a corporação conseguiu conectar o crime com diversas outras operações que envolveram tráfico internacional de drogas, pirâmides financeiras, entre outros.

Os investigados movimentaram mais de R$ 61 bilhões nos últimos quatro anos, através de 40 instituições financeiras. Caso condenados, as penas máximas somadas podem ultrapassar 30 anos de reclusão.

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação/Polícia Federal

Comentários via Facebook