Supostos áudios de alunos da PUC-Campinas contra nordestinos serão investigados pelo MP

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) irá apurar supostos áudios de alunos do curso de direito da PUC-Campinas contra nordestinos que viralizaram nas redes sociais após a apuração dos resultados do primeiro turno das eleições no último domingo (2).

Os áudios tem teor xenofóbico, e informações sobre as apurações do caso foram solicitadas à universidade pelo MP, visto que uma sindicância foi aberta pela instituição de ensino na última terça-feira (4).

A universidade emitiu uma nota oficial informando defender uma sociedade justa e fraterna, que respeite todas as culturas que compõem a nação brasileira e informando sobre a sindicância que foi instaurada.

Em um dos áudios, que teria sido enviado a um grupo do Whatsapp, um jovem profere diversos xingamentos contra os nordestinos por votarem no PT (Partido dos Trabalhadores), e finaliza dizendo: “tem que morrer comendo frango com farofa mesmo… bando de burro…”

Um estudante nordestino da PUC também teria sido ameaçado através de outro áudio que circulou pelas redes sociais: “Passa sua sala aí que vou te trombar amanhã e vamos ver se é tudo isso mesmo”.

A repercussão fez com que o Centro Acadêmico de Direito também se manifestasse em repúdio aos áudios, emitindo uma nota acerca dos atos xenofóbicos cometidos pelos estudantes. A nota defende todas as minorias, incluindo negros, LGBTs, indígenas e nordestinos que integram o corpo docente da universidade: “Vão ter que suportar os nordestinos lá e aqui!”

Direto da Redação
Henrique Amaral – TV HORTOLÂNDIA
Emissora Rede Brasil de Televisão
Imagem: Divulgação/PUC-Campinas

Comentários via Facebook